Doutrina


* As fontes de onde extraímos nossa Fé Ortodoxa são:

A Sagrada Escritura e A Santa Tradição

A Revelação comunicada por Deus à humanidade sobre o que deve praticar e em quem deve crer.

A salvação eterna está nessas duas fontes, apenas. A Igreja é a única autoridade que ensina e interpreta esta Revelação. Assim, o estabeleceu Nosso Senhor Jesus Cristo. É o testemunho seguro de que estamos com a verdade, porquanto Jesus prometeu sua divina assistência à sua Igreja e aos Apóstolos.

A Sagrada Escritura é a Doutrina de Deus revelada ao gênero humano por intermédio dos patriarcas, dos profetas e dos apóstolos, e se acha extraida no Antigo e no Novo Testamento.

O Antigo Testamento é o prólogo; introduz, após predicação e preparação, à recepção de Jesus Cristo, cuja vinda estava prometida aos nossos pais adão e Eva, após o pecado no Paraíso.

O Novo Testamento é a contemplação da espera, é a promessa realizada – Jesus, o Filho de Deus, se fez homem.

Toda a Bíblia gira ao redor do Cristo. Cristo é o Centro. Consta de setenta e dois livros; quarenta e cinco do Antigo e vinte e sete do Novo Testamento, divididos em proféticos, didáticos e históricos. Deus é o verdadeiro inspirador destes livros sagrados; serviu-se do homem para a transmissão de sua doutrina e mandamentos, assistindo-o para evitar equívocos, respeitando, entretanto, o estilo e a época de cada escritor inspirado.

A Santa Tradição é o conjunto de verdades reveladas por Deus, porém não consignadas na Sagrada Escritura; são transmitidas oralmente de geração em geração. Hoje, encontrámo-la divulgada, por escrito ou por símbolos, nos concílios, liturgias, costumes, monumentos, pinturas, leis eclesiásticas, bem como através de sentenças e epístolas ensinadas pelos Santos Pais da Igreja.

Tanto a Bíblia Sagrada como a Santa Tradição foram reveladas por Deus e ensinadas por Nosso Senhor Jesus Cristo. A revelação de Deus à humanidade encerrou-se com o 100 do Cristo, aproximadamente.

O exposto, acima, figura neste simples esquema:

A Ortodoxa se acha explanada nas:

  • Sagradas Escrituras
  • Tradição Apostólica

 

A Tradição encontrámo-la manifestada nos:

  • Sete Concílios Ecumênicos;
  • Santos Pais da Igreja e Escritores Cristãos;
  • Símbolo dos Apóstolos;
  • Símbolo Niceno – Constantinoplano;
  • Símbolo de Santo Anastácio;
  • Liturgias da Igreja;
  • monumentos, pinturas e arqueologia cristãos;
  • livros simbólicos da Ortodoxia;
    • a confissão ortodoxa de Pedro Moghila;
    • a confissão ortodoxa de Dositeu, patriarca de Jerusalém, 1672;
    • o catecismo de Filareto de Moscou;
  • o magistério permanente da Igreja;
  • a legislação eclesiástica;
  • os costumes e usos cristãos;